O empreendedorismo materno é, não somente o meio que muitas mulheres encontram para permanecer em casa após a chegada dos filhos e complementar ou manter a renda familiar, mas, para algumas mães, uma forma de distração e desenvolvimento pessoal, isso porque, quando alinhadas às suas habilidades sociais, suas atividades possibilitam o estímulo da criatividade, a autonomia, o aumento da auto estima e muitos outros benefícios.

Por isso a importância de não apenas trabalhar em casa, mas trabalhar com algo que realmente exercite suas habilidades e te motive. Aquele velho “fazer o que você ama”.

Quando iniciei a Petit Choco, eu ainda não era mãe, mas a primeira coisa que me estimulou, além da possibilidade de fazer algo que fosse rentável, estando em casa com os meus, foi a certeza de iniciar um negócio do meu coração, unindo duas grandes paixões: doce e cozinha. E digo sem dúvidas que esse é o melhor caminho para descobrir com o que e como trabalhar.

Esse é um processo de auto conhecimento, então a primeira coisa a se fazer, é conversar consigo mesma (acredite, isso é mais importante que qualquer plano de negócios!). O que você gosta de fazer? Em casa, no seu dia-a-dia, você gosta mais de cozinhar, costurar, bordar, desenhar…?! Você prefere atividades manuais ou se sairia melhor revendendo porta-a-porta ou na internet, por exemplo? Existem milhões de possibilidades. Tire um tempo para você, faça listas, pense nos seus hobbies, nas suas preferências e descubra de que maneira pode ser dona do seu próprio negócio e empreender unindo suas paixões à rentabilidade e qualidade de vida.

2 thoughts on “Empreendedorismo Materno: muito mais que um negócio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *